Hot Like Fire

Nas profundezas da noite se escondem os meus medos, meus segredos, meus melhores dias. Caminho só e distante na noite fria, de vez em quando passa um carro me encarando, mas eu estou estranhamente seguro ali. Piso em falso, quase caio em um buraco na grama, dou risada e sigo adiante. Nem me lembro qual foi a última vez que eu bebi, nem me lembro mais quando andei acompanhado nas noites. De tanto andar só, a noite se transformou em mim, e eu me transformei nela. Cúmplices perfeitos de crimes e delitos públicos que alguns alguéns viram. Tão sós em nós mesmos. Eu e a noite. A noite e eu. A cidade sempre me pareceu mais interessante quando as luzes dos prédios e outros lugares ficam acesas. Vez em quando escuto orgias no escuro, gritos, sussurros, tapas e gemidos. Rio freneticamente me lembrando de ti. Você e suas orgias. Suas orgias e você. Cúmplices desde sempre. Selvagem, indomável e maluca. Nem deus sabe do que você é capaz, meu amor. Você e a noite. Amigas de longa data. Quase um ano passou e a minha esquina ainda não cruzou com a sua, e já te procurei em todos os bares da cidade. Você não estava ali, meu amor. Por onde andas? Onde andas que já não te percebo mais?

Um whisky com gelo por favor. Mais um para a ruiva que acabou de entrar. Por minha conta. O doze anos desce trincando o estômago, e minha mente grita por ti. Mão na coxa, zíper que se abre. Onde é que eu fui me meter. Literalmente. O sexo dela é fogo e o meu é oxigênio. Um alimenta e aumenta ao outro. Qual é o seu nome? – perguntei. Eu sou a dama da noite, o pesadelo dos amores perdidos. – ela respondeu. Beijo com gosto de beijo não dado. Disseram-me que essa droga vicia, essa tal de abstinência amorosa causa até anorexia. Meu amor, o que eu posso fazer se depois de você, as outras são só as outras? Você é dona desse jogo que eu já não jogo mais. As regras são suas e as jogadas já são mais minhas. Xeque mate no xadrez, o rei sem ter pra onde fugir. Pra onde é que eu vou se não pra onde o coração mandar? E foi lá pra longe.

Tão próxima, sem seu endereço. A vista do seu prédio é quente como o cobertor que te esquenta solenemente. Fria como a brisa que sopra quando você chega de madrugada. Kiss, kiss, kiss, and kiss and kiss. Saudade é parte do processo de seguir em frente, mas de que adianta dar 2 passos a frente e outros 10 pra trás. Eu sabia que você era problema. Gostava do erro mais do que do acerto. Sem solução. Estratagema mirabolante que até hoje ninguém soube resolver. Ela sabe ser quente como ninguém. Quente como o fogo. A paixão arde dentro dela, como o sol que queima no verão. As amigas não sabem, os homens não percebem. Um olhar diz muito mais palavras do que as pessoas costumam escrever. Quem é esse sujeito que conquistou meu amor? Seja feliz meu amor, e quente como o fogo. Para sempre e depois.

E com ela foi assim: amor antes da paixão. Fogueira antes da chama. A chama apagou tudo que a fogueira não quis deixar apagar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s