Pacífico

Dois estranhos no barco fugindo numa embarcação, ele não a conhece, ela não o conhece. Atravessam o oceano Atlântico e não dizem sequer uma palavra. Fazem anotações de bordo a cada coisa diferente que enxergam, a cada olhar discreto que trocam. O navio acaba tendo diversos problemas, e uma viagem que normalmente duraria 1 mês, acabou durando 10. Dois corpos se veem e não se enxergam, pensam mas não refletem, falam e não dizem. No meio do oceano não havia ninguém além deles. 30 e poucos passageiros estranhos, e nenhum dos dois sabia o que estava fazendo ali. No começo dava uma certa maresia, uma vontade de se jogar naquela água gelada e morrer de frio, sem avisar a ninguém. Chovia, nevava, e eles permaneciam ali, imóveis. Não existia nenhum relógio, e eles eram escravos do tempo. Escreveram muito. Ele muito mais do que ela. Ela preferia ficar entretida com seus pensamentos, muda e mal humorada. Ele não gostava de guardar nem os lápis de cor, quem dirá o que sentia. Sangrava tudo no papel, como se a vida dele dependesse disso. Dizem que é preciso entender o silêncio para depois compreender as vozes, mas no caso deles o silêncio era sagrado. Um entendia ao outro sem que dissesse uma palavra. Quando um lançava um olhar, o outro virava distraído, fingindo estar focado em algo que não estava presente ali, e vice-versa. A viagem que começou no inverno terminou no outono. Hoje, eles estão quase desembarcando outra vez. Ele com seus escritos, ela com suas jaquetas de frio e sapatos. O inverno está chegando aos poucos, outra vez. Embarcarão de novo, só que dessa vez em barcos diferentes. Ela, para esquecer de vez. Ele, para nunca mais voltar.

large

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s