Woke Up

Com o tempo a gente começa a preferir lugares com menos muvuca, sem pessoas com bafo de cerveja e fedendo cigarro; começamos a preferir um lugar em que não precisamos gritar para a outra pessoa nos ouvir; começamos a preferir conversas mais interessantes e que realmente acrescentam algo; começamos a preferir mil vezes uma música acústica, do que uma batida escrota ou um “lelelê” da vida. Começamos a achar outras pessoas mais atraentes do que nunca, pois elas também preferem tudo isso. Começamos a achar que uma mensagem de “bom dia, senti falta de você” é muito mais valiosa e marcante do que uma escrito “não esquece de colocar meu nome na lista vip”. Começamos a concluir que alguns lugares estão sempre cheios de mentes vazias. Começamos a perceber que a noite sempre é boa, ruim é acordar se sentindo pela metade; Começamos a perceber que a vida é muito curta para viver pela metade, amar pela metade, com meias pessoas, com meias entradas; que a única metade que nos completa é a nossa outra metade, e não aquela que a gente mistura com bebida e gelo. Ao contrário do que muita gente pensa, os opostos não se atraem, e eu, finalmente, entendi ao pé da letra o que isso quer dizer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s