A hora da verdade

E se eu disser quer tudo que passei até aqui foi uma mentira? Aonde volto no tempo pra não te conhecer? Como negar todos momentos, abraços, sorrisos, lágrimas e sonhos compartilhados? Meu Deus como é difícil ter tantas perguntas e não obter nenhuma resposta. Me perdi quando te encontrei. Meu peito parece que vai explodir só de ver os seus olhos fitando os meus. A tua presença me revigora como a luz do sol ao amanhecer, e ao mesmo tempo me corrói aos poucos como um veneno antigo guardado numa masmorra. Como é possível amar alguém tanto assim? Não cabe em palavras, não de pode medir e não se manera, é intenso, flameja. Escolhi a maçã proibida, aquela que por toda a lógica da situação nunca poderia ser o objeto de meu desejo, muito menos a que faria o meu desejo acontecer. ”Rola uma química entre vocês”, é o que muitos dizem. A mesma química que cura um enfermo é a que dissolve um tecido. Logo eu, que nunca soube lidar com o amor, fui brincar de amar, como uma criança ao ganhar um brinquedinho novo, agitada e desastrada.

”Será que você é mesmo tudo aquilo que me faltava?”

”Se você quiser alguém pra ser só seu, é só não se esquecer, estarei aqui”

”Eu protegi o teu nome por amor, em um codinome, beija-flor”

”Por que está amanhecendo? Se não vou beijar seus lábios quando você se for”

Quando Nando Reis, Renato Russo, Cazuza e Cássia Eller se fazem presentes num mesmo enredo, até a Lua deixa de girar pra ver do que se trata.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s