Check Yes Juliet

Quando não se sabe pra onde se está indo, qualquer lugar/caminho parece indicar pra direção certa; e foi isso que se sentiu no terceiro dia de junho, onde nem tudo saiu como planejado. O dia começou frio e sombrio, o vento soprava pelas têmporas, ao mesmo tempo que as luzes começavam a ser acesas na cidade. Abraço caloroso, e a desconfiança que sempre tive com relação a tudo; o que supostamente seria o que faltava pro meu mundo ser completo, acabou tornando-o ainda mais vazio, vazio como o silêncio do dia ao pino do sol. Dezenas de vozes, e a antiga familiar sensação de não pertencer ali. Não adianta fazer tudo do modo certo quando a pessoa errada não sabe dar valor a isso. Cada dia será uma despedida daquilo que nós nunca viemos a ser, a não ser no infinito de nós dois, criado no labirinto utópico da minha mente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s