Emptiness

No brilhar do sol que atravessa a fresta da janela, logo cedo na manhã, despertam. Ela e o reflexo que criou de si própria. Brainstorm matutino, favourite worst nightmare se preferir. No one knows. Longas avenidas da solitária andarilha, imponente, educada, sozinha, ali, naquela imensidão de coisas e gentes e ares. Ela nunca faz as escolhas certas, por mais que tente acertar, vem desde kid. Amar, sentir, pensar, essas coisas mundanas e comuns, já não serviam pra ela, nunca serviram, deveras. Além do tempo, razão e pressentimento, de algo pior que estaria por vir, sempre teve esse raro dom, que só ela sabe que tem. Estrela cadente, meditação, ioga, cartas à mesa, leitura de mãos, sabe-se lá o que vem por ai.  

Anúncios

Um comentário sobre “Emptiness

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s