tears in heaven

Na calada da noite, um fluxo de pensamentos adversos. Choraram amargamente; uma mistura de ódio e tristeza. Aquela água salgada que parece o suor de dois corpos roçando-se bestialmente. Um choro por alguém que desmerece uma lágrima sequer, que escorre pelas duas faces conforme os olhos passam do branco pro vermelho. Passa o tempo e as máscaras caem, revelando faces nunca antes imaginadas. Promessas não são cumpridas, e a verdade nem sempre agrada. Ainda que doa, dizem sempre a verdade. No princípio magoa, mas depois acostuma-se; com tudo. Lágrimas secam, os olhos voltam ao normal. Noites melhores virão, tardes também, melhores no sorriso, melhores no afeto, melhores em tudo; até outras máscaras caírem. Sempre vão cair. A vida volta ao seu rumo enquanto lágrimas secam e máscaras caem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s