Com as ondas do mar navegar

Comecei a reparar mais nas atitudes das pessoas, no que elas fazem pra chamar a atenção, nas falas que se contradizem, em toda essa idiotice que tem que ser tolerada. São pouquíssimas as pessoas que eu entendo, ou creio que entendo. Não é por falta de esforço da minha parte. E este esforço me cansou, me fez parar para refletir sobre o que realmente importa na vida. Ultimamente tenho sido visto como antipático. Eu acho o máximo, pois acho o cúmulo da falsidade rir de uma piada sem graça só para agradar, esse tipo de coisa. Acostuma-se a ser turista em sua própria terra. Acostuma-se a não pertencer a nenhum grupo fútil. Nunca fui de pedir favores, prefiro resolver as coisas por conta própria. Talvez um dia eu pague caro por isso, mas quem se importa? Nem eu me importo. Não gosto depender de ninguém pra nada, gosto da autonomia, gosto de ser autodidata, não vejo a hora de ser auto-suficiente, fazer tudo que tenho vontade. E quando um dia alguém vier reclamar, vou ter orgulho de dizer : Me esforcei muito pra conseguir tudo isso, mereci.

Se a vida é mesmo um mar turbulento querendo me derrubar da embarcação, eu estou pronto pra remar e nadar se for preciso. Tá chegando a hora.

Anúncios

Um comentário sobre “Com as ondas do mar navegar

  1. Anjo azul, se as ondas te levarem eu pulo pra te buscar, sua hora vai sim chegar, mas não esquece de vir me buscar. Você sem dúvida continua escrevendo maravilhosamente bem . Te amo mt sz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s