potion approaching

Dias cinzas, melancólicos e chuvosos. Combinação perfeita, a nostalgia diz olá. A chuva cai lá fora e não dá pra ver nada além dos muros, as árvores balançam com esse vento típico de chuva, como se dissessem : me tirem daqui, socorro. As pessoas saem de onde estão e voltam pra casa, as ruas ficam desertas. Pequenos redemoinhos passeiam na rua e farejam alguma coisa que esteja interessada em girar. O vento sussura alguma coisa, parece até um aviso, mas não conseguimos entender. Fecharam as portas e janelas pro mundo exterior, a preocupação volta-se para o universo interior doméstico. A tv e o dvd estão ligados, suspense, romance ou comédia, não sei, eu vejo algo além das telas, abstraio a imagem, e o pensamento. Ali embaixo do cobertor de lã, ou poliéster, um momento escondido, pretendido por muitos, e por muitos vivenciado. Afinal, quem nunca quis ficar abraçado com alguém naquele calorzinho ali? O casal pronuncia alguma coisa que só eles podem ouvir, como se estivessem perdidos, procurando uma resposta para uma pergunta que não existe, que se resume no momento de um beijo, num piscar de olhos, ah sim, o brilho dos olhos. Brilho dos olhos que é um dos espelhos mais bonitos, e mais transparentes, que esconde os segredos mais secretos, os sentimentos mais singelos, e os amores mais sinceros. A chuva insiste em cair ali fora, mas parece que nada interfere aquele momento. A moça segura a mão do rapaz ali na escuridão do cobertor, ela não sente frio, mas ela se sente segura assim. Recebe um carinho na mão e nos dedos, ela sorri, e ele não percebe. Com a outra mão ele afaga os cabelos sedosos dela, ela se deleita e fecha os olhos, repousa no ombro dele. Enquanto isso o filme passa na tela, personagens falam sozinhas e o som digital se propaga pelos ares da casa, invadindo todos os cômodos com o decorrer das falas. O filme enfim acaba, a chuva tornou-se garoa e a tarde adquire as características da noite. Já parecia noite, agora mais ainda. Os carros voltam a circular nas ruas, a vida se ajeita outra vez. Carrossel ambulante.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s